segunda-feira, 14 de abril de 2014

COLUNA CAUCAIA AGORA DO JORNAL GRANDE PORTO - DIA 10.04.2014

Jornalista Edilson Alves
Quebrando o Silêncio
Na coluna anterior registramos o silêncio da Câmara Municipal de Caucaia sobre a obra paralisada no estádio Raimundo de Oliveira. O vereador Américo Rocha fez uma visita de surpresa ao estádio e constatou o total abandono do único espaço para a prática de futebol em Caucaia, fez fotografia e levou para seus colegas vereadores constatarem as ruínas em que se transformou a principal praça esportiva da “Terra do Craque Babá”.
Quebrando o Silêncio II
O vereador Américo Rocha, após vários debates, pediu aos seus colegas que aprovassem a convocação dos secretários de Infraestrutura, Juçara Peixoto e o secretário de Esportes, Silvio Lobato, para darem explicações sobre o abandono do estádio Municipal Raimundo de Oliveira. A convocação foi aprovada por unanimidade. É bom sempre lembrar que o secretário Silvio Lobato afirmou que o Estádio “É o câncer da administração de Washington Góis”. Vamos aguardar para saber, após quase dois anos de sua declaração, se o câncer virou metástase ou se foi curado.
Contra Emancipação
O vereador Sebastião Conrado em discurso na Câmara Municipal disse para seus colegas que a Jurema não tem condições para se emancipar. Argumenta o vereador que os 14 quilômetros quadrados do distrito da Jurema não há zona rural e não tem como expandir. Afirma que hoje, com as leis ambientais, na Jurema não se pode instalar uma padaria e conclui: “O ponto de vista é que hoje a Jurema não tem condições de se Emancipar”.
UPA Sem Médicos
A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caucaia, segundo o vereador José Almir, perdeu 20 médicos. José Almir solicitou da Mesa Diretora da Câmara a convocação da chefe da UPA, Dra. Vera. O vereador quer saber por que foram retirados da UPA 20 médicos. ”Sem os médicos não há condição de atendimento e ela (Vera) tem que vir aqui explicar como vai solucionar isso” afirmou o vereador José Almir.
Constrangimento a Menor
O vereador Silvio Nascimento denunciou na Câmara o constrangimento a menor (alunos de 4 a 7 anos de idade) feita por fiscais da secretaria de Patrimônio da prefeitura de Caucaia. O vereador disse que os fiscais são truculentos ao abordar veículos que estão transportando alunos (filhos, sobrinhos, parentes) das escolas para suas residências (Imaginam os fiscais que as pessoas estão fazendo frete). Em aparte o vereador Sebastião Conrado disse que ele mesmo já foi abordado por esses fiscais e concluiu: “Eles praticam abuso de autoridade”. Nesta mesma sessão da Câmara os vereadores aprovaram, por unanimidade, a convocação do secretário Deusinho Filho, para prestar esclarecimento aos edis caucaienses.
Perguntar Não Ofende
Quando começa a nova obra de contenção do mar no Icaraí? Ou é apenas mais uma propagando enganosa a véspera de uma disputa eleitoral?

Por Edilson Alves
reporteredilsonalves@yahoo.com.br

Nenhum comentário: