segunda-feira, 4 de junho de 2012

MÉDICOS DE CAUCAIA EM ESTADO DE GREVE POR TEMPO INDETERMINADO

A greve foi aprovada por unanimidade durante assembleia realizada esta semana na sede do Sindicato dos Médicos do Ceará (SIMEC). A categoria vai esperar até o dia 12 de junho de 2012 para que o prefeito de Caucaia, Washington Góis, cumpra o que está prometido no Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos médicos de Caucaia desde setembro de 2010. Caso contrário, já está marcado o início da greve a partir do dia 13/06. O assessor da Secretaria de Administração de Caucaia, Halston Barbosa de Almeida, compareceu à assembleia para mostrar as vantagens dos médicos migrarem para o PCCR (Lei 2284/2012), mas não conseguiu convencer a categoria, que pede que seja cumprido o PCCS dos médicos de 2010, dentre outras reivindicações. "Queremos que seja cumprido o que foi acordado, não vamos desviar o caminho", concluiu o médico Rogevando Nunes. Os médicos de Caucaia, em estado de greve, reivindicam a regularização e implantação da gratificação de plantão, bem como o pagamento dos retroativos; a concessão das planilhas salariais e enquadramento por tempo de serviço, previstos na Lei 2284/12; a data-base para os servidores em geral; a regulamentação da produtividade e melhores condições de trabalho. Os médicos alegam trabalhar com total falta de segurança para eles e seus pacientes, faltam medicamentos básicos e exames laboratoriais. Caso as reivindicações, prometidas há quase dois anos, não sejam atendidas até dia 12 de junho, os médicos de Caucaia entram em greve por tempo indeterminado a partir de 13 de junho. Todos os casos de urgências e emergências serão atendidos durante a greve. Os médicos voltarão a se reunir na noite de 12/06, no SIMEC, para organizar o movimento grevista. 

Serviço:

Assembleia Geral dos Médicos de Caucaia Data: 12 de junho de 2012 Horário: 19:30 Local: Sindicatos dos Médicos do Ceará (Rua Pereira Filgueiras, 2020. Aldeota) Fonte: SIMEC

Nenhum comentário: