terça-feira, 8 de junho de 2010

PROFESSORES TEM SALÁRIOS REDUZIDOS POR ERRO DO GOVERNO


Professores temporários da rede estadual passam, mais uma vez, por problemas no recebimento de seus salários. Pela segunda vez, em seis meses, educadores da escola Dom Aloísio Lorscheider, no Conjunto Nova Metrópole, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), afirmam ter problemas com seus contra-cheques.
De acordo com a categoria, valores distante do real foram depositados. "Teve uma professora de Biologia que recebeu R$ 169,00. Já é o segundo mês que os professores do Crede 01 estão recebendo pagamentos errados", explica o professor Adail Júnior.
Os educadores foram lotados na Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (Crede) 01, em janeiro deste ano, começaram a trabalhar em março, mas o primeiro pagamento ocorreu - com problemas semelhantes - apenas em maio. "Em pleno mês de junho, ou seja, metade do ano, o segundo pagamento e ainda sai errado", desabafa o professor.

Seduc justifica salários equivocados

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria da Educação do Ceará, ocorreu um erro de digitação que abrangeu alguns professoresda unidade. "Foi um caso pontual. Essa situação não representa a realidade dos cerca de 9 mil professores temporários em todo o Estado", afirma a Seduc.
A 1ª Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação, responsável pela escola, informou que essas situações serão solucionadas no próximo mês de julho. "Haverá uma reunião da Crede com a escola para esclarecer o assunto", conclui a Seduc.
Verdes Mares
07/06/2010 20:32h

Nenhum comentário: